terça-feira, 3 de maio de 2011

Embraer quer exportar dentro de um ano

O Director de Relações Externas da Embraer para a Europa, João Taborda, afirmou que as obras das duas fábricas de Évora estão a cumprir os prazos previstos e que em Agosto de 2012 deverão estar já a funcionar.

Segundo este elemento da empresa brasileira de aeronáutica, as condições atmosféricas pouco normais que se fizeram sentir este inverno na região “não atrasaram o andamento das obras e tudo aponta para começar a exportar em 2012, sendo que é nosso objectivo estar em velocidade de cruzeiro em 2013”.

João Taborda fez estas declarações no âmbito da sua participação no I Encontro Portugal/Andaluzia de Empresas do Sector Aeronáutico, promovido pela Associação Portuguesa da Indústria Aeronáutica (Pemas), em co-organização com a Extenda – Agência Andaluza de Promoção Exterior, empresa pública da Junta da Andaluzia, com o apoio da Câmara Municipal de Évora e da AICEP Portugal Global, que teve lugar em Évora, no Palácio D. Manuel.

Recorde-se que neste momento estão em curso as empreitadas das unidades industriais de dois projectos de investimento da Embraer, uma das maiores empresas mundiais do sector aeronáutico, na criação de dois centros de excelência para a produção de estruturas metálicas e de conjuntos em materiais compósitos, de uso exclusivo na indústria aeronáutica. Segundo João Taborda as duas fábricas de Évora, que deverão dar emprego a 500 pessoas e ajudar a fomentar a criação de mais 1500 postos de trabalho indirectos, irão produzir componentes para o modelo Legacy 450 e 500.

Com um número de inscrições que ultrapassou a centena de delegados (122), em representação de 68 empresas, o I Encontro Portugal/Andaluzia de empresas do Sector Aeronáutico surge da cooperação Pemas/Extenda e na sequência de um evento similar realizado em Maio de 2010 em Sevilha.

Para o Presidente da Câmara Municipal, José Ernesto d’Oliveira, que presidiu à sessão de abertura do evento, a realização deste encontro na cidade é a prova de que o cluster aeronáutico de Évora começa a ganhar forma.

Durante a sua intervenção, o autarca eborense apresentou de uma forma sumária todas as potencialidades do concelho “para a efectivação do cluster aeronáutico” e destacou as facilidades que o município cria para a instalação de empresas no Parque de Indústria Aeronáutica.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...