terça-feira, 28 de junho de 2011

XII Ciclo de Concertos “Música nos Claustros”



O Ciclo de Concertos “Música nos Claustros” realiza-se nos meses de Julho e Setembro, e tem como objectivo promover eventos musicais que possam contribuir para qualificar a oferta cultural a nível do Turismo Cultural e estabelecer uma programação que dê relevo temporal à Música Antiga, à Ópera e à Opereta e aos vários Períodos da criação musical. Pretende aprofundar a relação entre o património construído, neste caso o Convento dos Remédios, em Évora, e a adequação de uma oferta musical regular à fruição pelo público e à participação de grupos musicais da região do Alentejo e do país.

Dia 2, 21h30 – Violino e Piano – Lina Uinskyte (violino) e Mauro Dilema (piano)
Programa: Edvard Grieg (1843-1907): Sonata Op. 45 nº. 3 - Allegro molto e appassionato; Allegretto espressivo alla romanza e Allegro animato; Franz Schubert (1797 - 1828): Fantasia Op. 159 in Do Maggiore; Camille Saint-Saëns (1835-1921): Sonata Op. 75 nº. 1 - Allegro agitato – Adágio e Allegretto moderato - Allegro molto.
Lina Uinskyte nasceu em Vilnius (Lituânia), licenciou-se na Alta Escola de Arte "M.K. Ciurlionis" sob a orientação de I. Armonaite. Em 1996 obteve uma bolsa de estudo no “Istituto Musicale Internazionale Santa Cecilia" de Portogruaro (Itália) onde concluiu os estudos com Pavel Vernikov. Determinante para a formação violinistica e para o desenvolvimento do som foi o encontro na "Muraltengut" de Zurique com o violinista e maestro dos "Virtuosos de Moscovo", Vladimir Spivakov. Lina Uinskyte ganhou varios concursos entre os quais "Gesualdo da Venosa" di Potenza, "Città di Brindisi", "Guido Rizzo" di Roma, entre outros. Deu aulas de violino no “Istituto Musicale V. Bellini" de Catania. Actualmente é docente de violino no Conservatorio de Musica “G.Verdi” de Como. Toca um violino cópia do “Cannone” de Guarneri del Gesù, construído em 1800 por Gabriel Lembock.
Mauro Dilema, de nacionalidade italiana, concluiu o curso superior de piano com a idade de vinte anos tendo obtido a classificação máxima e a distinção no Conservatório de Música de Matera. Classificou-se desde pequeno nas competições nacionais, internacionais e execuções pianísticas. No ano 1998 obteve uma Bolsa de estudo no “Teatro alla Scala” de Milão corno pianista acompanhador e no ano 1999 foi o primeiro classificado na competição para pianista solo e de câmara na Orquestra do Teatro de Volterra. A sua atividade como concertista levou-o a várias cidades italianas e estrangeiras quer a solo, quer integrado em diversas formações. Colabora há oito anos com a Universidade de Évora como Professor de Piano leccionando também no no Istituto Superiore di Studi Musicali “G. Donizetti” em Bergamo

Dia 3, 21h30 – Concerto pelo “Coro Polifónico Eborae Mvsica”, direcção Pedro Teixeira
Programa – Tema: A Noite. Madrigais e Música contemporânea de Lopes Graça e Eurico Carrapatoso.

Dia 9, 21h30 – Canto e Piano – Valérie Vervoort (soprano) e Jill Lawson (piano)
Programa: Chopin: Nocturnes e Claire de lune de Debussy; Debussy: Nuit d’étoiles, Beau soir, Pierrot; Fauré: Après un rêve, Clair de lune, nocturne; Hahn: L’heure exquise, Nocturne, Dans la nuit, l'Enamourée e La nuit; Massenet: Nuit d’Espagne, Madrigal; Poulenc: Le sommeil e Lune d’avril; Saint-Saëns: Rêverie; Lekeu: Nocturne; Jongen: Après un rêve
Valérie Vervoort-Lawson, soprano, terminou os estudos de Canto no Conservatório Real d’Anvers instituição onde iniciou a sua aprendizagem na classe de Lucienne Van Deyck. Em Junho de 2003 diplomou-se na classe de Guy de Mey. Paralelamente estudou com Stephanie Friede e no Brooklyn Conservatory College, na classe Trish McCaffrey. Tem realizado recitais como solista e participado em várias óperas, em vários países.
Jill Lawson, pianista, de nacionalidade luso-americana, nasceu no México em 1974. Iniciou os estudos de piano com a professora Heidi Hendrickx na Academia de Música de Antuérpia tendo continuado no Conservatório Real de Antuérpia, onde teve aulas sob a direcção de Levente Kende. Em 2004, no Peabody Institute em Baltimore, obteve o Mestrado de Música. Fez vários cursos de aperfeiçoamento com Maria Tipo, Sequeira Costa, Vladimir Viardo, Dimitri Bashkirov e Maria João Pires.

Dia 10, 21h30 – Recital de Violino e Piano por Bruno Monteiro e João Paulo Santos
Programa: George F. Händel (1685-1759): Sonata para Violino e Piano em Fá Maior HWV 370 – Adagio, Allegro, Largo e Allegro; Edward Grieg (1843-1907): Sonata nº3 para Violino e Piano em Dó menor Op.45 - Allegro molto ed appassionato, Andante expressivo alla Romanza e Allegro molto; Ernest Bloch (1880-1956): Suite Baal Shem para Violino e Piano - Vidui (Contrition), Nigum (Improvisation) e Simchat torah (Rejoicing); Pyotr I. Tchaikovsky (1820-1869): Souvenir d’un Lieu Cher para Violino e Piano Op.42 – Meditation, Scherzo e Melodie; Maurice Ravel (1875-1937): Tzigane, Rapsodie de Concert.
Bruno Monteiro nasceu no Porto, foi aluno de Carlos Fontes, em cuja classe concluiu os seus estudos em Portugal com 20 valores. Paralelamente recebeu a orientação de Gerardo Ribeiro, com quem trabalhou particularmente em Chicago, nos Estados Unidos da América, como bolseiro da Fundação Gulbenkian e da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Licenciado em Música (Violin Performance) pela Manhattan School of Music de Nova Iorque com as mais elevadas classificações, como bolseiro da Fundação Gulbenkian e do Centro Nacional de Cultura.Tocou como solista com numerosas orquestras, das quais se destacam a Orquestra Filarmonia das Beiras, Orquestra do Norte, Orquestra Sinfónica de Palma de Maiorca, Orquestra Clássica da Madeira, Orquestra Sinfónica Portuguesa e a English Chamber Orchestra.
João Paulo Santos concluiu o curso superior de Piano no Conservatório Nacional de Lisboa na classe de Adriano Jordão. Trabalhou ainda com Helena Costa, Joana Silva, Constança Capdeville, Lola Aragón e Elizabeth Grümmer. Na qualidade de bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian aperfeiçoou-se em Paris (1979/84). Depois de ter ocupado o cargo de Maestro Assistente do Coro do Teatro Nacional de São Carlos (1984) foi nomeado Maestro Titular (1990/2004). Actualmente é Director de Estudos Musicais e Director Musical de Cena do mesmo Teatro. Na qualidade de pianista apresenta-se a solo, em grupos de câmara, acompanhando cantores, e em duo com a violoncelista Irene Lima desde 1985. Foi galardoado com o Prémio «Acarte 2000» pela direcção musical de The English Cat.

Dia 23, 21h30 – Ópera e Musicais – Abel Chaves (piano), Madalena Paiva Boléo (mezzo-soprano), Sofia de Castro (soprano), Diogo Oliveira (barítono) e Paulo Carrilho (tenor).
Programa: I Parte – Ópera: "Non ti fidar o misera" (Don Giovanni) – Mozart; "Dunque Io Son" (Il Barbiere di Siviglia) – Rossini; “Una donna a quindici anni” (Così fan tutte) – Mozart; “Un’ aura amorosa” (Così fan tutte) – Mozart; “Habanera" (Carmen) – Bizet; “Je dis que rien ne m’epouvante” (Carmen) – Bizet; "Adina, credimi" (Elixir do Amor) – Donizetti; “Bella siccome un angelo” (Don Pasquale) Donizetti; “Dôme épais le jasmin” (Lakmé) – Delibes; "I got Plenty o’nuttin" (Porgy and Bess) - G. Gershwin e “Bella figlia dell'amore" (Rigoletto) – Verdi. ll Parte – Musicais: "Circle of Life" (Lion King) - Elton John; "Relativity Rag" (Einstein’s Dreams) - Joshua Rosenblum; "l feel pretty" (West Side Story) - Leonard Bernstein; “No one knows who I am” (Jeckyll and Hyde) - Frank Wildhorn; "Dangerous Game" (Jeckyll and Hyde) - Frank Wildhorn; "I Wanna Be a Producer" (The Producers) - Mel Brooks; "Sun and Moon" (Miss Saigon) - M. Schonberg; "So in love" (Kiss Me, Kate) - Cole Porter; "lmpossible Dream" (Man of La Mancha) - Mitch Leigh; "Lilly’s Eyes" (Secret Garden) - Lucy Simon; "OId Devil Moon” (Finian's Rainbow) - Burton Lane e "One day more" (Les Misèrables) - M. Schonberg
Abel Chaves nasceu em Ponta Delgada (Açores) onde começou a aprender música com o seu pai, prosseguindo os estudos na Academia de Amadores de Música, e mais tarde no Conservatório Nacional de Música de Lisboa. É pianista e apresenta-se regularmente, desde 2001, em eventos e recitais de Canto e Piano. É também carrilhanista do Palácio Nacional de Mafra, instrumento em que obteve especialização durante três anos na Bélgica com a classificação de "Grande Distinção", com a idade de 17 anos. No Conservatório Nacional de Música, estudou órgão na classe do professor Simões da Hora, em 1994 terminou o Curso de Piano com os professores Anna Tomasik e Luís Pinto, na Escola Profissional de Música de Almada (EPMA).
Madalena Paiva Boléo nasceu em Lisboa em 1974. Fez o Curso de Canto no Conservatório Nacional e a Licenciatura em Canto na Escola Superior de Música de Lisboa. Interpretou vários papéis de ópera em vários teatros do país incluindo o Teatro Nacional de São Carlos, Culturgest, Teatro da Trindade, São Luiz, Coliseu do Porto ou o Teatro Municipal de Almada. Foi também solista em várias obras sacras como o Stabat Mater de Pergolesi e Stabat Mater de Boccherini, entre outros. Colabora frequentemente com o Sintra Estúdio de Ópera. Trabalhou ainda nos musicais «Os Grandes Mestres do Musical Americano» e «O Último Tango de Fermat» no Teatro da Trindade.
Sofia de Castro é natural de Lisboa e é licenciada em Engenharia Informática. Iniciou os seus estudos de Canto em 1992 na classe do Profº José Manuel Araújo na Juventude Musical Portuguesa. Terminou em 2004 o curso de canto da Escola de Música do Conservatório Nacional na classe do mesmo professor. Da sua formação mais relevante fazem ainda parte masterclasses e cursos de técnica e interpretação vocal com vários professores. Cantou em ciclos de concertos como “Música nos Claustros” e “Musicando”, da organização de Eborae Musica e “Encontros com a Música Clássica”, da organização da Junta de Freguesia de Loures. Em 2003 iniciou a actividade de produtora de espectáculos e em 2009 a de professora de canto e técnica vocal, actividades que mantém até aos dias de hoje, em paralelo com a actividade de cantora.
Diogo Oliveira naceu em em Lisboa. É Licenciado em Engenharia da Linguagem e do Conhecimento pelas Faculdades de Ciências e de Letras da Universidade de Lisboa. Frequentou o curso de Canto da Escola de Música do Conservatório Nacional na classe de José Carlos Xavier. Participou em Cursos de aperfeiçoamento com Sarah Walker, Rudolph Knoll, Low Siew-Tuan (2003 – 2005) e Ernesto Palácio (2009. Em 2005 foi vencedor do primeiro prémio do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi. Desempenhou recentemente o papel de Fallito em L’opera Séria (Florian Gassman) com a New European Opera em França no festival “Printemps des Arts” sob a direcção de Raphael Pichon, Accionista (Banksters de Nuno Corte-Real) no TNSC sob a direcção de Lawrence Renes e Doido Rei Clown (A Morte do Palhaço) de José Mário Branco e João Brites) sob a direcção de Jorge Salgueiro.
Paulo Carrilho nasceu em Lisboa. É licenciado em Meteorologia, Oceanografia e Geofísica na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Concluiu o 8º grau de formação musical na Academia de Música Eborense, onde frequentou também o 6º ano de piano e 3º ano de flauta transversal. Iniciou os estudos de Canto com a Prof. Maria Repas Gonçalves, tendo terminado o curso complementar de Canto, sob a sua orientação. Foi também aluno de canto da Prof. Sandra Medeiros. De momento estuda canto com a Prof. Liliana Bizineche no Mestrado de Música na Universidade de Évora.Colabora frequentemente com o Sintra Estúdio de Ópera. Em Maio e Junho de 2011 integrou o elenco com o personagem Ladrão Dono do Circo em “A Morte do Palhaço”, uma criação do Teatro O Bando, com texto de Raul Brandão, encenação de João Brites e música de José Mário Branco, co-produzido com o Teatro Nacional de S. João, em cena no Mosteiro S. Bento da Vitória no Porto e no Lx Factory em Lisboa.

Dia 30, 21h30 – Canto e Piano – Cátia Moreso (mezzo-soprano) – 1º Prémio do Concurso “Prémio José Augusto Alegria-2010), Leonel Pinheiro (tenor) e Ana Monteiro (piano)
Programa: Wagner – Wesendonck Lieder: Im treibhauss e Träume; Schumann – Belzasar; Poulenc – La Courte Paille: La Reine de Coeur e Les Anges Musiciens; Poulenc – alligrammes: L’Espionne e Voyage; Britten – Cabaret Songs: Johnny; Bizet – Carmen: Seguidille; Saint-Saens – Samson et Dalila: Mon coeur s’ouvre à ta voix; Massenet – Werther: Air des Lettres; Leoncavallo – I Pagliacci – Recitar - Vesti la Giubba e Donizetti – La Favorita – O mio Fernando.
Cátia Moreso iniciou os seus estudos musicias no Conservatório de Música D. Dinis, em Odivelas, onde estudou com Margarida Marecos. Em 2002, ingressou à Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa onde estudou com Larissa Savchenko e Filomena Amaro. Prosseguiu os seus estudos com Isabel Biú. Fez diversas masterclasses, entre outros, com Elisabete Matos, Graham Johnson, Sarah Walker, Dame Kiri Te Kanawa e Malcolm Martineau. Foi vencedora do 1º Prémio no II Concurso de Canto da Fundação Rotária Portuguesa, Prémio Bocage no Concurso de Canto Luisa Todi e do 1º Prémio no Concurso de Canto José Augusto Alegria. Licenciada em Canto com distinção pela Guildhall School of Music and Drama e com o mestrado no Opera Course da mesma escola, Cátia estuda na classe de Susan Waters. É bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e privadamente suportada por Maria Armanda Mateus. Planos futuros incluem National Opera Studio, Missa No. 3 (Grande) em Fá menor de Bruckner (Gulbenkian), Folk Songs de Berio em Londres.
Leonel Pinheiro é natural de Braga onde iniciou os seus estudos musicais no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian. Completou a Licenciatura em Ensino da Música, vertente Canto, na Universidade de Aveiro na classe de António Salgado. É Pós-Graduado em Concert Singing pela Royal Scottish Academy of Music & Drama na classe de Peter Alexander Wilson e recentemente concluiu o Mestrado em Performance, Estudos de Ópera (Opera Course) na classe de Susan McCulloch obtendo a classificação máxima. Leonel Pinheiro foi galardoado com o Patrick Libby Prize for Acting e foi-lhe atribuido o grau de Guildhall Artist Fellowship para o ano 2010/11. Actualmente é professor de Canto na City University of London e Coach de aprendizagem de repertório na Guildhall School of Music & Drama. Compromissos futuros incluem, entre outros, cover de Cavaradossi na ópera Tosca de Puccini para a Grange Park Opera. Actualmente trabalha com Susan McCulloch e Dennis O'Neill
Ana Monteiro nasceu em Lisboa em 1983 e iniciou os seus estudos musicais no Conservatório de Música D. Dinis. Frequentou masterclasses de piano com Helena Sá e Costa, Pedro Burmester, Vladimir Viardo, Paul Badura-Skoda, Velislava Palatchorova, Luís Moura Castro, Boris Berman, Naum Grubert, Leslie Howard e Julius Drake. Concluiu em 2005 o Bacharelato em Piano para Música de Câmara e Acompanhamento na Academia Nacional Superior de Orquestra sob a orientação da Professora Savka Konjikusic.Em 2008 recebeu da Fundação Eng. António de Almeida o “Prémio Eng. António de Almeida” como melhor aluna finalista de Licenciatura Instrumento/Piano da ESMAE. Concluiu em 2010 o curso de Mestrado em Música / Piano Interpretação com o Pianista António Rosado na Universidade de Évora. Actualmente, encontra-se a estudar na Guildhall School of Music and Drama (Londres) no curso de Mestrado em Piano Acompanhamento e Musica de Câmara. Como docente exerce funções na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa e no Conservatório de Música de Sintra.

Dia 31, 21h30 – Clarinete e Piano – Ana Maria Santos (clarinete) - (1º Prémio III Escalão do Concurso “Prémio José Augusto Alegria-2010) e Diana Botelho Vieira (piano)
Programa: C. Widor – Introduction et Rondo, para clarinete e piano; F. Donatoni – Clair (1º peça) para clarinete solo; F. Poulenc – Sonata para clarinete e piano; C. Debussy – Primeira Rapsódia para clarinete e piano e J. Brahms – 2.ª Sonata para clarinete e piano
Ana Maria Santos nasceu em Lisboa e licenciou-se com o professor Etienne Lamaison na Academia Nacional Superior de Orquestra. Em 2008 concluiu a pós-graduação em clarinete baixo, na classe do professor Harry Sparnaay, na Escola Superior de Música da Catalunha (Barcelona). No mesmo ano foi admitida na classe do professor Michel Arrignon na Escuela Superior de Música Reina Sofia (Madrid), sendo bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundación Carolina. Em 2010 ganhou o Primeiro Prémio no Concurso Internacional de Clarinete “Prémio José Augusto Alegria”. Em 2011 vai participar no Encuentro y Academia de Música de Santander e na Lucerne Festival Academy, que tem a direcção musical do maestro Pierre Boulez.
Diana Botelho Vieira nasceu na ilha de São Miguel, Açores, em 1984. Iniciou os estudos musicais na Academia de Música da Ribeira Grande e aos 10 ingressou no Conservatório Regional de Ponta Delgada onde se graduou como aluna de Irina Semeonova em 2003. Nesse mesmo ano muda-se para Lisboa onde estudou com Alexei Eremine na Academia Nacional Superior de Orquestra. Tem o Mestrado em Piano Performance, pela Chicago College of Performing Arts, onde estudou com Ludmila Lazar. É membro fundador do Quarteto Botelho Vieira. Em Chicago, tem-se dedicado intensamente ao ensino, fazendo parte neste momento do corpo docente da Christopher Laughlin School of Music, da DePaul University Community Music Division, e da People’s Music School. Foi seleccionada para, em Junho de 2011, participar no Summer Institute for Contemporary Performance Practice, um festival de música contemporânea prestigiado, em Boston.

5 comentários:

Anónimo disse...

Hey there! I know this is kind of off topic

but I was wondering if you knew where I could get a
captcha plugin for my comment form? I'm using the same

blog platform as yours and I'm having problems finding one?
Thanks a lot!
my web page :: http://140.129.19.123

Anónimo disse...

I would like to thnkx for the efforts you have put in writing this blog.

I

am hoping the same high-grade website post from you in the upcoming also.

In fact your creative writing abilities has encouraged me to get
my own web site

now. Really the blogging is spreading its wings rapidly.
Your write up is a good

example of it.

Also visit my homepage :: Www.linksbang.com

Anónimo disse...

The very core of your writing while appearing reasonable

in the beginning, did not sit well with me after some time.
Someplace within the sentences

you actually managed to make me a believer unfortunately just for a very short while.
I however have got a problem with your jumps in assumptions and you might do nicely to help fill in those breaks.

In the

event you actually can accomplish that, I will certainly end up

being fascinated.

Review my blog post ... http://www.e-dukandoo.com/elgg/blog/view/114686/bridget-marquardts-visit-to-spain-on-the-travel-channel

Anónimo disse...

I believe this is among the most significant

information for me. And i am satisfied studying your article.

However wanna commentary on few normal things, The

web site style is perfect, the articles is truly great : D.
Just right task, cheers

Have a look at my blog post ... Www.Laplaya-Dominicana.com

Anónimo disse...

Undeniably believe that that you said. Your

favourite justification seemed to be on the internet the

simplest thing to keep in mind of. I say to you, I definitely get
irked whilst other people think about concerns that they
just do not know about. You controlled to hit the nail upon
the highest and defined out the

whole thing with no need side effect , folks could take a signal.
Will likely be back to get more. Thanks

Here is my website - http://www.analbunnies.com/members/jeffieturner1983/activity/116/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...