sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Academia aeronáutica despede 33 em Évora



Os aviões ainda se ouvem na cidade, mas dentro de 3 meses tudo será diferente. A CAE Global Academy despediu 33 trabalhadores da escola que tem em Évora.


Entregue na terça-feira, a carta de despedimento coletivo informa que a ligação dos trabalhadores à empresa termina dentro de 90 dias. Fonte próxima do processo revelou ao SAPO que entre os dispensados estão pilotos, formadores, mecânicos e administrativos. Apenas 15 funcionários manterão os seus postos de trabalho, numa academia que deixará de lecionar grande parte dos cursos que oferece atualmente.

No futuro, a CAE Évora dedicar-se-á apenas à "aclimatização" de pilotos formados nos Estados Unidos da América ou seja ao upgrade de pilotos que pretendem voar no espaço aéreo europeu. Instalada no aeródromo de Évora desde 1999, esta academia aeronáutica passou a fazer parte do CAE Global Academy em 2001 tendo formado até agora mais de 500 pilotos, e foi sempre apresentada com símbolo das potencialidades que a região tem para o setor da aeronáutica.

Na história recente da CAE Évora está um acidente, em Castro Verde, com um bimotor ao serviço da escola e que provocou a morte de dois alunos e um instrutor. Ocorrido em Setembro de 2009, o acidente aconteceu depois de os alunos terem realizado treinos de voo noturno em Espanha, visto que na altura, ainda não era possível realizar este tipo de instrução em Évora. O investimento na iluminação da pista do aeródromo de Évora acabaria por ficar concluído em 2010, num investimento da autarquia.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...