sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Corporações do distrito de Évora admitem parar transporte de doentes

As 14 corporações de bombeiros do distrito de Évora atravessam problemas financeiros, devido à "enorme redução de receitas", e já despediram 68 funcionários, equacionando parar o transporte de doentes não urgentes, alertou esta quinta-feira um responsável.
O presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Évora, Inácio Esperança, assegurou à Agência Lusa que as corporações "vivem uma situação de agonia", porque "as receitas deixaram de existir ou são muitos exíguos", devido à redução dos serviços de transporte de doentes.
"Sem aviso prévio, houve uma enorme redução de receitas e isso está a criar nas associações dificuldades de tesouraria tais que já levaram ao despedimento de 68 bombeiros em algumas associações e outras estão na iminência de despedir", disse o responsável.
De acordo com o presidente da federação distrital, os cortes no transporte de doentes põem "em causa, a curto e médio prazo, a própria existência das associações de bombeiros", devido aos seus "problemas laborais e financeiros".
Referindo que os bombeiros já "temem não conseguir dar resposta às suas populações", Inácio Esperança defendeu que as corporações do distrito "não podem ser responsabilizadas por alguma inoperacionalidade que possa existir".
Como estão numa "situação limite", o responsável revelou que as corporações do distrito de Évora estão a "equacionar várias medidas", nomeadamente "uma paragem no transporte de doentes não urgentes".
Segundo o dirigente associativo, "os casos mais graves" de problemas financeiros no distrito são as associações de bombeiros de Mourão, Portel, Reguengos de Monsaraz e Viana do Alentejo, mas, "a pouco e pouco, todas as corporações estão a passar por dificuldades".
Em Mourão, contou, a operacionalidade do corpo de bombeiros "já está comprometida", porque, "tendo apenas dois funcionários durante o dia, se há um serviço de urgência ou emergência, o quartel fica sem ninguém" para um segundo serviço.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...