terça-feira, 27 de novembro de 2012

Monumentos - Sé Catedral



Edifício que remonta ao séc. XII, mas que sofreu grandes alterações no séc. XIII. Com claras semelhanças com a catedral de Lisboa, a sua linguagem arquitectónica denota uma harmoniosa composição dos estilos românico e gótico. A cabeceira da igreja foi reconstruída no séc. XVIII, ao estilo do barroco, pela mão do famoso arquitecto do Convento de Mafra, João Frederico Ludovice. No seu interior destacam-se, entre outros elementos, o altar de Nossa Senhora do Ó, (uma das imagens mais veneradas pelas parturientes e alvo duma antiga tradição eborense, segundo a qual se devia tocar o sino sempre que uma mulher desse à luz uma criança), a capela de Nossa Senhora da Piedade ou do Esporão, situada no topo do braço norte do transepto, com um interessante portal renascentista, em mármore da Estremoz, o coro-alto do séc. XVI, erguido no séc. XVI, sob o patrocínio do Arcebispo D. Afonso de Portugal, com o seu cadeiral maneirista (da época do Cardeal D. Henrique) e, finalmente, o orgão de tubos de madeira de carvalho do séc. XVII, designado de Ibérico e mandado construir durante o arcebispado de D. Teotónio Pereira (1578-1602)

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...