sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Universitários feridos em acidente grave



A noite deveria ser de festa. Comemorava-se o aniversário da Universidade de Évora, quando cinco estudantes se envolveram num violento acidente, na EN380, nos arredores da cidade. Três dos estudantes ficaram feridos com gravidade. Uma jovem de 21 anos continua em coma.

Tudo aconteceu cerca das 00h30, quando o Seat Ibiza conduzido por Fábio Agostinho, de 23 anos, estudante de Ciência e Tecnologia Animal, entrou em despiste numa zona de curva e contracurva e embateu de frente com um Renault Clio onde viajavam Ana Rita Lavado, de 21 anos, e Daniel Oliveira, de 22, estudantes de Desporto. 

Fábio seguia em direcção a uma festa no Cromeleque dos Almendres, enquanto Ana, Daniel e mais dois colegas do terceiro carro envolvido voltavam para a cidade depois de uma festa do curso de Desporto no Pólo da Mitra. "Eu vinha no carro atrás da Ana e levámos com o motor do Seat. Ainda estou abalado", contou ao CM Miguel Lino, de 19 anos, estudante de Desporto que também ficou ferido no acidente, mas que ontem ao final da tarde festejava com os restantes colegas. Ana Rita sofreu lesões graves nas pernas e um traumatismo craniano. 

Foi transportada para Lisboa. Está em coma induzido, mas estável, apurou o CM junto de um familiar. Daniel também tem uma fractura grave numa das pernas e permanece internado no Hospital de Évora, livre de perigo. Fábio também foi levado para Lisboa e ontem ao final da tarde deu entrada no Hospital de Santarém.

Fábio Agostinho teve alta, de Lisboa, ontem ao final da tarde, mas no carro dos pais e já a caminho de casa, na localidade de Póvoas, em Rio Maior, o jovem começou a sentir-se mal e a vomitar. Os pais (e a irmã mais nova), que o esperaram todo o dia no Hospital em Lisboa, levaram-no para o Hospital de Santarém. À noite, permanecia em avaliação, depois de submetido a exames. O jovem tinha o maxilar ferido, segundo familiares.

Os ferimentos graves resultantes do acidente de viação fez com que dois dos jovens que ficaram feridos tivessem de ser transferidos para o Hospital de S. José em Lisboa. Fábio Agostinho de 23 anos teve alta ao final do dia, enquanto Ana Rita, 21 anos, está em coma induzido. O seu estado de saúde é considerado grave, segundo a avaliação dos médicos. Familiares estão desesperados.


Por:Pedro Galego / Helena Silva/ Magali Pinto

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...