sábado, 2 de março de 2013

Aqueduto da Água de Prata





O Aqueduto da Água de Prata foi construído entre 1531-1537, sob o reinado de D. João III (1533-37), e teve como arquitecto Francisco de Arruda (responsável pela Torre de Belém, os Paços Reais de São Francisco de Évora, o Aqueduto da Amoreira, em Elvas, sendo-lhe igualmente atribuída a Casa dos Bicos em Lisboa, assim como a fase inicial do Palácio da Bacalhoa). 

O aqueduto tem uma extensão total de 18 km, desde a sua fonte, na Graça do Divor, recuperando parcialmente o traçado de um antigo aqueduto romano, levando assim a água por gravidade a diversas fontes na cidade: fonte do Chão das Covas, na primitiva fonte da Praça do Giraldo (um chafariz encostado a um arco romano, no local da actual fonte),  e o fecho real do Paço Real de São Francisco (destruído em 1873) . 

Actualmente existe um percurso pedestre que acompanha o aqueduto, na sua parte rural, onde é em parte subterrâneo, e na sua parte urbana, pela rua do Cano, Largo de Camões, rua do Salvador, rua Nova até à Praça do Giraldo. A sua entrada na cidade faz-se pela rua do Cano, onde residências populares aproveitaram os vãos do aqueduto.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...