terça-feira, 30 de abril de 2013

Presidente da Câmara renuncia ao mandato a partir de amanhã



O presidente da Câmara Municipal de Évora, o socialista José Ernesto Oliveira, vai renunciar ao mandato por razões pessoais e de saúde, com efeitos a partir de 1 de maio.

A apresentação da renúncia ao mandato foi o único ponto da ordem de trabalhos da reunião extraordinária de Câmara, realizada esta segunda-feira, antes de uma sessão ordinária da Assembleia Municipal, para o autarca dar conhecimento da sua decisão.

José Ernesto Oliveira adiantou à agência Lusa que renuncia ao mandato por razões de ordem pessoal e de saúde a partir de 1 de maio.

O cargo de presidente da Câmara de Évora será assumido pelo atual vice-presidente, Manuel Melgão.

José Ernesto Oliveira, que divulga publicamente a renúncia em conferência de imprensa, marcada para terça-feira de manhã, está a cumprir o terceiro e último mandato à frente da Câmara de Évora, um antigo bastião comunista.

Antigo militante, autarca e deputado do PCP, do qual se desvinculou em 1992, José Ernesto Oliveira conquistou a Câmara de Évora, pelo PS, nas autárquicas de 2001, com maioria absoluta, tendo sido reeleito nas eleições seguintes (2005 e 2009), mas com maioria relativa.

Antes, o emblemático município alentejano tinha sido liderado, ao longo de 25 anos, pelo histórico autarca comunista Abílio Fernandes.

A cumprir o último mandato à frente da autarquia, devido à lei da limitação de mandatos, José Ernesto Oliveira, de 60 anos, já tinha anunciado que iria abandonar a vida política ativa, depois de se considerar um "político realizado".

O atual executivo municipal é composto por três eleitos do PS, três da CDU e um do PSD.

Na corrida à sucessão de José Ernesto Oliveira, o vice-presidente da câmara, Manuel Melgão, já formalizou a candidatura, junto da concelhia do partido, para liderar a lista do PS ao município nas autárquicas deste ano.

O PCP anunciou que o antigo presidente da Câmara de Montemor-o-Novo, Carlos Pinto de Sá, que deixou o cargo em dezembro, vai ser o candidato da CDU ao município de Évora.

A lista do PSD vai ser liderada pelo médico cirurgião Paulo Jaleco, enquanto a funcionária pública Maria Helena Figueiredo vai ser, por sua vez, a candidata do Bloco de Esquerda.

No distrito de Évora, o PS lidera sete câmaras, a CDU quatro e as autarquias de Estremoz, Redondo e Alandroal são geridas por independentes.


http://www.jn.pt/

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Évora: um morto e um ferido grave em incêndio


Um homem de 80 anos morreu nesta segunda-feira na sequência de um incêndio na sua residência, no centro histórico de Évora, que causou também ferimentos graves na mulher, de 91, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.

De acordo com a fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o incêndio destruiu na totalidade a sala da casa, localizada na Travessa do Cego, número 19.
Fonte policial adiantou à Lusa que o fogo poderá ter tido origem numa braseira e que o homem, que se encontrava acamado, terá morrido vítima de inalação de fumo.
A mulher, que sofreu intoxicação, foi transportada em estado grave para as urgências do Hospital de Évora, referiu a fonte do CDOS.
O alerta foi dado às autoridades às 14h40, tendo as operações de combate às chamas terminado cerca das 16h10.
Apesar de não existirem indícios de crime, a PSP comunicou o caso ao Ministério Público, tendo a investigação passado para a alçada da Polícia Judiciária, indicou a fonte da PSP.

As operações de socorro mobilizaram sete viaturas e 16 operacionais dos Bombeiros de Évora, PSP e de uma viatura médica de emergência e reanimação.

http://www.cmjornal.xl.pt

sábado, 27 de abril de 2013

No próximo dia 29: Apresentação do evento “Empreender na Comunidade” no Palácio de D. Manuel


O projeto “Empreender na Comunidade”, dinamizado pela Rede Urbana para a Competitividade e Inovação “Corredor Azul”, é apresentado no dia 29 de abril, a partir das 17:30 horas, no Palácio de D. Manuel (Évora).

Do programa, constam intervenções dos vários participantes no projeto, em concreto, dos membros da direção da escola envolvida, do Sines Tecnopolo, de alunos e professores, da empresa mentora, da Direção Regional de Educação do Alentejo e da Câmara de Évora.

O evento está inserido na Rede Urbana para a Competitividade e Inovação Corredor Azul, da qual Évora é o município líder, e que desenvolve quatro projetos transversais – “Promoção de Investimento”, “Atração de Residentes”, “Governança” e “Fomento do Empreendedorismo”.

No “Fomento do Empreendedorismo”, está a ser aplicado em escolas com 9º e 10º anos (ou  equivalente), um programa de educação para o empreendedorismo denominado “Empreender na Escola”, que tem por objetivos aumentar a competitividade do território e dos seus agentes e desenvolver capacidades empreendedoras nos jovens adolescentes.

O "Empreender na Escola" baseia-se na constituição de uma empresa na sala de aula e propõe aos alunos gerir a sua própria empresa durante um ano letivo. A constituição desta não é formalizada mas os alunos simularão todo o processo da sua criação e gestão. Os alunos, enquanto sócios desta empresa, farão negócios reais com dinheiro real.

A empresa criada em aula irá estabelecer relações comerciais com outra "empresa", com o objetivo de "importar” e "exportar" produtos entre si. Os produtos importados serão comercializados no mercado local e posteriormente proceder-se-á à análise dos resultados e à repartição dos lucros obtidos, como em qualquer empresa real.

O programa está a decorrer em sete dos dez municípios do território do Corredor Azul, sendo o município de Sines o líder do programa, o qual é executado pelo Sines Tecnopolo, com o apoio técnico da Universidade do Algarve.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Variante ao PITE mais segura

 

A variante ao Parque Industrial e Tecnológico de Évora (PITE) vai ficar mais segura junto à unidade comercial ali existente, depois de terminada a intervenção para ali prevista e que contemplará a implementação de uma passadeira associada a um sistema semafórico de controlo de velocidade com botoneira para peões. Esta intervenção, prevista entre os dias 22 e 30 de abril, ocorrerá junto à entrada do bairro da Casinha, e surge na sequência da intervenção ali verificada com vista à requalificação da unidade comercial existente.

Évora celebra Abril



As comemorações do 39º aniversário do 25 de Abril, em Évora, vão decorrer essencialmente na Praça de Giraldo, destacando-se o espetáculo pelo grupo Ponte D’Era (22h00) e o tradicional fogo-de-artifício ao som de Grândola Vila Morena à meia-noite. À mesma hora terá início na Sociedade Joaquim António D’Aguiar o concerto pelo Projecto OJM, DJ Fonzie e DJ Zeka.

Na manhã do dia 25 de Abril, o palco e o tabuleiro da Praça de Giraldo será animado com inúmeras atividades desportivas, enquanto a Banda Filarmónica da Casa do Povo de N.ª S.ª Machede fará uma arruada pelas principais artérias da cidade.

Os amantes dos animais poderão desfrutar da terceira Cãominhada, cuja concentração será às 15h00, no jardim público.

Numa perspetiva mais formal, destaque para a Cerimónia de Boas Vindas aos Novos Inquilinos da Habévora, E.M., que terá lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 10h00. Um concerto pelo Coro Polifónico “Eborae Musica” no edifício da Câmara, pelas 18h00, encerrará as comemorações do 39º aniversário do 25 de Abril.


Aqui fica o programa completo:

Dia 24 de Abril - Praça do Giraldo

Grupo | PONTE D’ERA | 22:00

Grândola Vila Morena e Fogo-de-artifício | 24h00

Dia 25 de Abril - Pátio de Salema

S.O.I.R. “Joaquim António d’Aguiar” | 00:00

Concerto | PROJECTO OJM 
DJ Fonzie e DJ Zeka

Praça do Giraldo 
Palco e Tabuleiro da Praça 
10:00 – 13:00

Manhã Desportiva JOGAR+

Taekwondo | Stone Boyx Team | Hip Hop | Ginástica

Xadrez | Street Basket | Badmington

Templo Romano | Praça do Giraldo | Praça 1.º de Maio
12:00

Arruada pela Banda Filarmónica da Casa do Povo de N.ª S.ª Machede

Jardim Público
15:00

“Cãominhada” – caminho com cão

Salão Nobre dos Paços do Concelho

XIV Cerimónia de Boas Vindas aos Novos Inquilinos da Habévora, E.M.
|10:00

Concerto | Coro Polifónico “Eborae Musica”
|18h00


Organização: CÂMARA MUNICIPAL DE ÉVORA
Apoios: Associação Eborae Musica; Habévora; Banda Filarmónica da Casa do Povo de N.ª  S.ª de Machede; SOIR “Joaquim António d’Aguiar”; Associação Taekwondo Kungang Região Sul; Clube de Ginástica de Évora; Grupo Desportivo Diana; Associação “Qualquer Um Dança”; Associação 4.ª Dimensão; Clube de Badmington de Évora.

domingo, 21 de abril de 2013

Precisa-se empregado de Cozinha


Preciso de empregado/a de cozinha com idade entre os 30 e 40 anos.
Contrato a tempo inteiro.
Disponibilidade para trabalhar em horários repartidos.
Ordenados de acordo com tabela salarial em vigor.

E-mail para responder ao anuncio:

    cacabado@hotmail.com

sábado, 20 de abril de 2013

25 Abril - 3 visões dos acontecimentos



25 Abril - 3 visões dos acontecimentos

Data: 24 de abril
Local: Auditório Soror Mariana (Rua Diogo Cão, 8)
Horário: Sessões às 18:00 e 21:30
 

Projeção de três curtas: “Outro País”, de Sérgio Tréfaut (70 min.) | “Se a Memória Existe”, de João Botelho (22 min.) | “Amanhã”, de Solveig Nordund (12 min.)

Organização: Cineclube da Universidade de Évora | Pátio do Cinema - SOIR Joaquim António d’Aguiar
Apoios: Câmara Municipal de Évora | Universidade de Évora | INATEL | ICA-Instituto do Cinema e do Audiovisual | Secretaria de Estado da Cultura | Federação Portuguesa de Cineclubes | Associação Académica da Universidade de Évora | Rede Alternativa de Exibição Cinematográfica

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Cromeleque dos Almendres




A cerca de 12 km de Évora, em direcção a Montemor-o-Novo, encontra-se (depois de se atravessar a aldeia de Guadalupe) este importante monumento megalítico, identificado em 1966 pelo arqueólogo Henrique Leonor Pina. Era inicialmente constituído por mais de uma centena de monólitos, resultantes de diversas fases construtivas, ao longo do Período Neolítico (V e IV milénios a. C.) - um dos mais conhecidos monumentos megalíticos do Mundo, Stonehenge, remonta ao III milénio a.C.

O conjunto megalítico é composto por dois recintos: o mais antigo, na parte mais alta, apresenta-se em forma de círculo constituído por 24 monolítos; enquanto que o mais recento, na parte mais baixa da encosta, era inicialmente composto por 95 menires colocados em elípse, onde foram posteriormente colocados outros menires com gravuras em relevo.

É possível visitar este monumento de bicicleta, de carro ou em visita guiada a partir de Évora, com acompanhamento de um arqueólogo

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Xana Toc Toc na Arena d'Évora no domingo



Xana Toc Toc em Concerto
Data: 21 de abril
Local: Arena d’Évora
Horário: 15:00
 
XanaToc Toc gosta de desenhar, de pintar, de cantar, de escrever e de viajar. Viaja na sua biclinha pelo mundo dos seus sonhos ao qual chama “A Ilha dos Sonhos”. É nessa Ilha que a fantasia e a magia acontecem a toda a hora! XanaToc Toc mora numa pequena casinha colorida, onde, à noite, tem uma vista espetacular sobre a Ilha e as estrelas. Vive a vida com muita curiosidade, daí o nome Toc Toc, pois ela não tem receio de bater a todas as portas das casas na Ilha com perguntas sobre tudo e todos, pois gosta de estar sempre a aprender.

Organização: Cortina de Veludo
Apoios: Câmara Municipal de Évora
Web page: http://xanatoctoc.blogs.sapo.pt
Inf. Extra: Preço - 12,50€ (sem lugares marcados). As crianças até aos 3 anos não pagam, desde que não ocupem lugar. Bilhetes à venda no Posto de Turismo (Praça do Giraldo) , em www.blueticket.pt e nas lojas: Worten, Fnac, El Corte Inglês, Media Markt,e na bilheteira da Arena nos dias 20 e 21 de Abril.

terça-feira, 16 de abril de 2013

domingo, 14 de abril de 2013

Câmara de Évora assinala Dia Internacional dos Monumentos e Sítios




A Câmara Municipal de Évora, no contexto do Projeto Educativo do Património de Évora – PEPE e do Projeto Rotas Seguras, assinala o Dia Internacional dos Monumento e Sítios, no dia 18 de Abril. Este ano o tema escolhido, com base na proposta do ICOMOS Internacional, é “Património + Educação = Identidade”.

Neste âmbito, a Câmara Municipal de Évora convidou várias turmas do ensino básico para comemorarem a referida data com iniciativas variadas, que consistem em atividades no Museu de Évora; visita à coleção de carruagens da Casa Eugénio de Almeida; visitas a monumentos e sítios patrimoniais nas freguesias rurais; apresentação da curta metragem Ele Há Dias!; visita guiada ao Centro Histórico de Évora; e “animação romana” junto ao Templo Romano.

Para concretizar estas iniciativas, a Câmara Municipal de Évora conta com a colaboração do Museu de Évora, Fundação Eugénio de Almeida, Tramadesign de Marta Ricardo e Curso Profissional de Animador Sociocultural da Escola Secundária Severim de Faria.

domingo, 7 de abril de 2013

Recruta-se Nutricionista/Dietista para Zona de Évora


A Nutriconcept SA, empresa do Grupo Biocol, recruta Nutricionista/Dietista para realização de Consultas de Nutrição segundo os Protocolos da Nutriconcept bem como contribuir para a sua angariação. 

Requisitos 
- Licenciatura em Ciências da Nutrição ou Dietética e Nutrição; 
- Inscrição na Ordem dos Nutricionista; 
- Carta de Condução e viatura própria 

Envio de candidaturas para o email


com o título "Recrutamento Nutriconcept Zona Évora" 

sábado, 6 de abril de 2013

Fórum Eugénio de Almeida e Casas Pintadas



Sendo um dinamizador educacional, cultural e social da cidade de Évora, a Fundação Eugénio de Almeida dispõe de uma espaço de excelência para expressar a sua vocação estatutária: o Fórum Eugénio de Almeida. É um espaço que acolhe diferentes actividades culturais, como exposições de pintura, de escultura, entre outros, assim como possui um auditório para 156 pessoas, uma sala multiusos com 70 lugares, sala de conferências, loja e cafetaria.

Ao lado do Fórum Eugénio de Almeida, um portão separa a Rua Vasco da Gama de um pátio interior com jardim, que abriga sob uma arcaria um conjunto de frescos profanos e sagrados (numa capela) renascentistas, popularmente conhecidos como "Casas Pintadas". 

Após alguma controversa sobre a atribuição da propriedade desta casa ao navegador Vasco da Gama, o seu construtor terá sido um nobre, poeta, que viveu na Corte de D. Manuel. A originalidade e a fantasia dos elementos pintados, onde se reconhece temas faunísticos, como florais assim como mitológicos (mulheres centauro) justificam amplamente uma visita. 



Marta Nunes Ferreira (Historiadora de Arte)

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Piscinas Municipais quase meio século de inestimáveis serviços


Inaugurado em 5 de Setembro de 1964 pelo ministro das Obras Públicas, Arantes e Oliveira, o grandioso Parque das Piscinas Municipais de Évora foi então considerado como o melhor complexo da Península Ibérica do género. Hoje, quarenta e cinco anos depois, já não é assim, mas as piscinas da cidade continuam a ser catalogadas como das melhores do país, numa demonstração de que quem as projectou e concebeu teve inegável visão de futuro. 

Foi uma obra para gerações que mereceu o aplauso geral e que colocou, de certo modo, um ponto final no número de mortes que regularmente, pelo Verão, ocorriam nos fatídicos e traiçoeiros pegos do rio Degebe (o chamado pego da Volta ficou tristemente célebre), que a gente jovem procurava para se refrescar do inclemente calor que, por esses dias, dardejava sobre a planície. Fora dos meandros deste «rio assassino de jovens», como lhe chamou o escritor Antunes da Silva em livro de poemas que lhe dedicou (Prelo Editores, 1973), a rapaziada operária e estudantil banhava-se em condições precárias no Chafariz das Bravas (com balneário), e nos tanques particulares de algumas herdades, dos quais o mais conhecido era o da quinta de Alberto Faustino, o grande construtor civil da época. 

Mas outros havia um pouco mais distantes e aos quais os mais encalmados acudiam igualmente, deslocando-se de bicicleta. A resolução deste problema era uma prioridade para os responsáveis camarários da altura. A solução encontrada passava pela criação de um parque de diversões com piscina, na antiga Horta dos Soldados (hoje Parque Infantil), cujo terreno havia sido doado ao município por D. Maria Faustina Simões Margiocchi para nele ser instalado um equipamento de natureza cultural. 

O projecto veio no entanto a ser chumbado pelo Ministro das Obras Públicas, Arantes e Oliveira, em 1955, alegando que o espaço era menos adequado à moral vigente. Estando junto às muralhas, numa zona de grande afluência de trânsito pedonal e fazendo paredes meias com o Jardim Público, os frequentadores, e mais as frequentadoras, ficavam demasiado expostos à curiosidade geral – alegou-se então. O ministro deixou no entanto a porta aberta para uma nova proposta de localização. E António Lopes Rodrigues, engenheiro de profissão, administrador municipal e homem de grande dinamismo sempre que se tratava iniciativas em prol de Évora, não descansou enquanto não encontrou o local ideal. Veio então a propor que o Parque das Piscinas deveria situar-se em zona próxima do Alto de S. Bento, pouco acessível à devassa alheia e à conspicuidade geral. 

Naquela área, então em fase de expansão, começavam entretanto a desenvolver-se os novos bairros de alguma burguesia endinheirada, mais culta e menos agarrada a preconceitos. Assim se obteve, sem outros entraves ou reservas, a autorização para construção das Piscinas de Évora, que foram recebidas de forma eufórica pela população de todo o distrito. Só nos primeiros vinte dias de funcionamento foram vendidas 62.000 entradas gerais e 19.000 para a zona de banhos. 

Um êxito impressionante para o complexo, implantado numa ampla área densamente arborizada (mata), dotado de uma piscina olímpica e outra de aprendizagem, e de serviços de apoio (restaurante, bar e primeiros socorros) de grande qualidade. Abriram-se de imediato escolas de natação de acordo com idades e objectivos, cuja direcção foi entregue ao professor Francisco Albuquerque, docente de Educação Física no ensino secundário e responsável pela ginástica desportiva no Lusitano Ginásio Clube. 

Sua mulher, a professora Zaida, ficou encarregada dos mais miúdos e da secção feminina. Como seria de esperar, em tempos ainda de grande emulação competitiva, Lusitano e Juventude criaram as suas equipas para concorrerem a provas de âmbito nacional. Do grupo primeiro de atletas que alcançaram alguma notoriedade citem-se os nomes de António Salvado (já falecido), António Trabuco (que deixou Évora para prosseguir os estudos e chegou a representar o Algés), Joaquim Bilro (hoje engenheiro e que chegou a ser chamado à selecção), Eduardo Santos, Vítor Silva, Manuel Pinto (actual técnico municipal de natação), José Guerra e Alexandre Calixto (o do fado). Mas as piscinas tinham também outras funções lúdicas: nas suas instalações também se realizavam festas, concertos, bailes e casamentos. 

No ringue de patinagem aprendia-se a deslizar sobre rodas ou jogava-se futebol de 5. Dir-se-ia que, de Verão, a taxa de ocupação era plena. Mais tarde veio a piscina coberta, a permitir a sua ocupação para fins da prática da aprendizagem por parte dos mais jovens, para o aperfeiçoamento de técnicas, para utilização dos estabelecimentos de ensino ou de aproveitamento de tempos livres por parte de trabalhadores enquadrados nos seus órgãos de representação profissional. 

Nas piscinas municipais se começou igualmente a desenhar a constituição do Aminata – Évora Clube da Natação, fundado em 1982 e dedicado exclusivamente à natação e aos desportos de água, já que Lusitano e Juventude, passados os arroubos dos primeiros anos, haviam extinguido as respectivas secções. Em 1984, o complexo municipal assistia pela primeira vez a jogos de pólo aquático, modalidade de que o Aminata foi pioneiro em Portugal. Quinze anos depois o clube abandonava de vez o velho Parque ao inaugurar a sua piscina coberta, o grande sonho dos seus dirigentes. 

Com o passar do tempo toda a vasta área ocupada, assim como as instalações, começaram a sofrer as usuras esperadas, sem que no entanto a garantia da sua utilização e a solidez da infra-estrutura fossem postas em causa. As nossas piscinas municipais vão continuar das melhores do país. Em 2008 passaram por ali, no período estival (Março a Setembro), cerca de 54.000 pessoas. Um número bem avultado, se entendermos que, depois de 1974, se democratizou o acesso às praias e a concessão do subsídio de férias e que hoje em quase todos os concelhos existem já piscinas municipais.  As Piscinas Municipais foram a obra mais emblemática do Estado Novo implantada na cidade.


Texto: José Frota
Toto: Carlos Neves

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Évora: detido violador de jovem de 16 anos


A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem de 27 anos, indiciado pela prática do crime de violação, cometido no domingo à tarde em Évora.

A PJ explica, em comunicado esta quinta-feira, que os factos foram cometidos na tarde de domingo, em Évora, quando a vítima, uma jovem de 16 anos, se preparava para embarcar num comboio, na estação ferroviária da cidade.

Nas imediações da estação ferroviária, segundo a PJ, «foi abordada pelo autor, o qual, sob ameaça de uma arma branca que detinha e utilizando a sua superior força física, conduziu a vítima para um local ermo, onde a veio a violar».

O detido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Évora, para aplicação de eventuais medidas de coação.

por Lusa

Postais Antigos: Aqueduto Quinhentista

Violência Doméstica: Ordem dos Advogados e Cáritas de Évora acordam apoio às vítimas

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Feira Medieval na Praça 1º de Maio



5, 6 e 7 de abril - Largo 1º de Maio - 5 e 6 Abr. 10:00-22:00 | 7 Abr. 10:00-19:00
 
Recriação de Feira Medieval contemplando as seguintes atividades: decoração do recinto, música, cortejos, oficinas a trabalhar ao vivo, falcoaria, animação de rua, mouraria e espetáculo de fogo noturno.

Organização: Associação Velha Lamparina – União de Artes e Ofícios e Recriações Históricas
Apoios: Câmara Municipal de Évora
Contacto: 935 826 670 | velhalamparina@hotmail.com
Web page: http://www.velhalamparina.com

Palácio dos Duques de Cadaval




O Palácio dos Duques de Cadaval situa-se na parte nobre da cidade, junto ao Templo Romano e pertence, desde a sua fundação, à família dos Duques de Cadaval, ainda hoje. O palácio é construído no séc. XIV e assenta sobre a muralha do antigo Castelo de Évora, combinando os estilos gótico, mudéjar e manuelino. Uma das curiosidades visíveis do exterior do palácio é a torre pentagonal, popularmente apelidada de "Torre das Cinco Quinas". 

Actualmente o Palácio acolhe nos seus espaços exteriores um jardim e restaurante, assim como uma galeria onde está exposta uma colecção de escultura, pintura e armaria, com peças desde o séc. XV ao séc. XVIII. Recomenda-se igualmente a visita ao panteão familiar que se encontra na singular Igreja de São João Evangelista (junto à Pousada de Évora). Os Duques de Cadaval promovem, desde 1994, um festival de música no início do mês de Julho - o Festival Évora Clássica, que se transformou numa mostra de diferentes estilos musicais mundiais, tradicionais e contemporâneos. 

terça-feira, 2 de abril de 2013

Postais Antigos: Arco de D. Isabel

Cinema - "Pina Bausch Lissabon Wuppertal Lisboa"



"Pina Bausch Lissabon Wuppertal Lisboa"
de Fernando Lopes (1998)
2 de abril - Igreja de São Vicente - 21:30
 
Integrado no programa Outros Cinemas dos Ciclos de São Vicente. Abril é o mês da dança, já que nele se comemora o Dia Mundial da Dança, a 29. E por isso, a quase totalidade da programação eborense da Colecção B deste mês traz essa marca. Teremos, assim, um ciclo de cinema dedicado ao tema, onde propomos uma viagem ao mundo da dança com as categorias do costume: no sound (curtas de dança no cinema mudo), ensaio (Pina Bausch. Lissabon Wuppertal Lisboa, de Fernando Lopes), festa (The cost of living, DV8) e documentário (One flat thing, reproduced, de Thierry de Mey).

Organização: Colecção B, Associação Cultural
Apoios: Governo de Portugal | Secretário de Estado da Cultura | Direção-Geral das Artes | Câmara Municipal de Évora | Recicloteca | O Registo
Contacto: 266 704 236 | | 919 306 951 | colb@escritanapaisagem.net
Web page: http://www.escritanapaisagem.net
Inf. Extra: Preço -2€

segunda-feira, 1 de abril de 2013

"A Princesa Moura" na Arena d'Évora




“A Princesa Moura”
6 de abril - Arena d'Évora - 21:00
   

Reza a lenda que: "Vieram do Oriente os melhores artesãos tecer o enxoval de branco linho, sedas, brocados e ourives para enriquecer a delicada tiara e o valioso dote da Princesa Moura. Atravessando dunas e oásis, os dóceis camelos andavam dia e noite, sem um lamento, enquanto o vento enleva em mil véus o seu corpo para que imaculada chegasse à presença daquele que seria o seu esposo.” O espetáculo, além da participação de quarenta personagens e figurantes, conta com a presença de animais de grande porte: dromedários, cavalos e galgos irlandeses, os maiores cães do mundo, assim como, saluki, lobos e falcões. Recriação teatral, cenografia, batalha e animais, associados ao encantamento da história, são os elementos que transformam este espetáculo num belo quadro vivo, repleto de impressionantes efeitos visuais.

Organização: F. Alcaide
Apoios: Câmara Municipal de Évora
Contacto: paulapovoa@aprincesamoura.com
Web page: http://aprincesamoura.com/
Inf. Extra: Preço - 10€ (sem lugares marcados). As crianças até aos 6 anos não pagam, desde que não ocupem lugar. Bilhetes à venda no Posto de Turismo (Praça do Giraldo) e na bilheteira da Arena nos dias 3, 4, 5 e 6 de Abril.

Exposição de Jovens Artistas de Badajoz no Palácio D.Manuel




A Câmara Municipal de Évora apresenta no Palácio de D. Manuel, de 3 de abril a 2 de maio, uma exposição coletiva composta por trabalhos de 30 jovens artistas de Badajoz, intitulada Certame de Jovens Criadores 2013 [JABA]. A mostra, que será inaugurada ao público na próxima quarta-feira (3 de abril), pelas 18 horas, inclui trabalhos de escultura, desenho gráfico, fotografia, pintura, "comic" e criação audiovisual.
Estarão em exposição um total de 34 obras, que são o resultado de uma seleção dos melhores trabalhos dos artistas da Extremadura espanhola, com idade compreendida entre os 14 e os 30 anos, apresentados a concurso nas últimas edições do Certame de Jovens Criadores JABA.
Esta exposição surgiu com o objetivo de promover e incentivar a criatividade artísticas e as relações transfronteiriças, numa parceria entre o Ayuntamiento de Badajoz, a Concejalía de Juventud e a Câmara Municipal de Évora.
Esta exposição poderá ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 10:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00, encerrando aos domingos todo o dia e aos sábados apenas na parte da manhã.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...