domingo, 7 de julho de 2013

"Revolução" na Casa da Zorra


Na próxima terça-feira dia 09 de Junho às 21h30 teremos uma tertúlia à volta do tema da Revolução. A tertúlia é na sua essência uma reunião de amigos, familiares ou simplesmente frequentadores de um local, que se reúnem de forma mais ou menos regular, para discutir vários temas e assuntos.

Historicamente em Portugal a zona do Chiado, dado o grande número de cafés aí existentes, assumiu a liderança em número de tertúlias; A Brasileira, o Nicola e outros receberam tertúlias com participantes tão influentes como Bocage, Alexandre Herculano, António Feliciano de Castilho, Almada Negreiros, Eduardo Viana, António Botto, Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro ou Stuart Carvalhais entre outros. No Porto o Majestic, A Brasileira e o Guarany, eram os locais por excelência onde se reuniam intelectuais, artistas e políticos. Em Évora muitos ainda se lembram o Café Portugal na Rua João de Deus. Coimbra, Faro, na realidade qualquer cidade ou vila de Portugal, tinham nos seus cafés tertúlias, onde se discutia tanto a política nacional ou internacional, o futebol ou o mais recente mexerico da terra.

Foram em torno destas tertúlias de café que a política e as artes portuguesas do século XIX e primeira metade do século XX se desenvolveram, pelo cruzar de opiniões, troca de ideias, apresentação e discussão de ideias e livros novos, etc. Entre outras, a melhoria das comunicações, nomeadamente com o advento da televisão, e o aparecimento de outros espaços, levaram ao desaparecimento gradual das tertúlias.

A Casa da Zorra e elementos do Grupo Residência Aberta decidiram marcar encontro todas as segundas terças-feiras de cada mês para uma mostra de trabalhos subordinados a um tema, escolhido na tertúlia anterior. Pretende-se assim estimular a criatividade e o diálogo entre os participantes, por meio de todos os meios que os próprios queiram apresentar, seja um texto, uma poesia, uma música, um desenho ou uma pintura, vídeo, fotografia, performance, sketches de teatro, ou o que vier à cabeça de cada um.

Não há limites, bem, na verdade existe um, o tempo para cada apresentação, que se estipulou em 07 minutos, de modo a permitir a todos apresentar a sua “que todos tenham oportunidade de partilhar a sua ideia, obra, peça…

O Grupo Residência Aberta, grupo de artistas plásticos de Évora, assegurará sempre uma participação base, certamente enriquecida por todos aqueles que queiram participar nas tertúlias da Casa da Zorra.


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...