sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Évora: Assaltantes de banco fugiram para Espanha




Os dois homens que esta quinta-feira assaltaram à mão armada um banco em Évora terão fugido para Espanha, tendo a perseguição movida pelas autoridades portuguesas e espanholas envolvido disparos com munições de borracha, revelaram à agência Lusa fontes policiais.
Após o assalto, sem registo de violência, segundo as mesmas fontes, os assaltantes terão incendiado a viatura utilizada minutos depois na zona das Portas d´Avis, na periferia de Évora, e fugido num outro veículo em direção a Espanha.
De acordo com as fontes policiais, na zona da fronteira do Caia, entre Elvas e Badajoz, a viatura em que as autoridades suspeitam ter sido usada pelos assaltantes, foi localizada pela GNR, que a tentou intercetar. Fonte da GNR explicou à Lusa que os ocupantes da viatura exibiram duas armas, tendo os militares efetuado dois disparos com munições de borracha para tentar parar o veículo, o que não resultou, pelo que a fuga continuou a alta velocidade.
A perseguição movida pela GNR e pela Guardia Civil espanhola prosseguiu na cidade vizinha de Badajoz (Espanha), mas a viatura e os ocupantes não chegaram a ser intercetados.
As fontes contactadas pela Lusa relataram que os assaltantes, cada um munido de uma pistola, estiveram quase meia hora, sensivelmente entre as 12h45 e as 13h10, no interior do balcão do Banco Espírito Santo localizado junto à Arena d´Évora e a uma escola profissional.
Armados e com o rosto coberto por máscaras e usando perucas e óculos, os dois homens apenas mostraram as armas, não as apontando a ninguém, como forma de ameaça a funcionários e clientes, segundo as mesmas fontes.
Os assaltantes terão forçado funcionários a abrir o cofre e a caixa ATM instalada no interior do banco e fugiram com uma quantia de dinheiro ainda por apurar.
Este assalto ocorreu cerca de três meses depois de um outro perpetrado na mesma zona, mas a uma dependência do Santander Totta, de onde terão sido roubados entre 140 e 150 mil euros.
As fontes contactadas pela Lusa avançaram a possibilidade de ambos os assaltos terem sido da autoria das mesmas pessoas, atendendo ao 'modus operandi'.
A 05 de novembro de 2012, o assalto ao balcão do Santander Totta também foi perpetrado, cerca das 09h50, por dois homens armados, encapuzados e com pronúncia estrangeira, que forçaram, também sob ameaça de arma de fogo, um dos funcionários a abrir o cofre e a caixa ATM e que depois fugiram com o dinheiro numa viatura com matrícula falsa.
Após o assalto, o banco fechou portas, a área foi isolada e as investigações passaram para a alçada da Polícia Judiciária (PJ).

http://www.cmjornal.xl.pt/

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...