quarta-feira, 11 de maio de 2011

O Projecto ‘ChiadoDesign’ investe em Évora e concentra lojas

No passado dia 11 de Abril as duas lojas de design mais centrais de Évora, as lojas ‘Chiado em Évora’, fundiram-se numa só que se passou a localizar na Rua de Santa Catarina nº1/3. Homenageando o dramaturgo eborense no seu nome, o projecto ‘ChiadoDesign’ abrira já, no início da Primavera, em plena Praça do Giraldo (Rua da República,11), uma hospedaria de excelência, o EvoraInn-ChiadoDesign.

Na nova loja – nova porque passa a oferecer novas marcas de design – está presente tudo o que tornou o projecto ‘ChiadoDesign’ único na cidade: o design de joalharia (na sequência de uma procura exaustiva de criadores que data do Outono de 2007), os objectos inovadores, os acessórios diferenciados, o design de moda e, para além desta oferta especializada, as próprias marcas (realce para a Seletti, Barcelona Design, Artisan, Tereza Prego Design, Rotodesign, Kartell, Muno, Edições Dimensão, Magis, Calligaris, etc.) onde se inclui um leque de novas propostas que decoraram o EvoraInn-ChiadoDesign, caso dos fantásticos tapetes da GoHome e do mobiliário da VanguardInteriors.

Quanto às novidades ligadas a pequenos objectos de baixo preço e estímulo imediato (os chamados presentes de ocasião), de salientar a importação da marca alemã Fridolin. Esta oferta específica – filtrada sempre por motivos ligados à arte – compreende art-games, caleidoscópios, agendas, bloco-notas, lenços de seda, puzzles, espelhos de mala, carteiras, malas, sacos, caixas multiusos e magnetes variados. Vale realmente a pena conhecer esta oferta, sobretudo neste tempo de maior retracção financeira. Outra novidade (dentro dos padrões considerados acessíveis) diz respeito à marca madrilena Layma que, para além da habitual oferta de sombrinhas e de guarda-chuvas, concorre com os alemães da Fridolin nos lenços de seda em que sobressaem as figurações artísticas de Gustav Klimt.

Independentemente do tempo de crise que estamos a atravessar, a ChiadoDesign não esqueceu a necessidade de sofisticação. Daí a continuada oferta dos vidros de Murano, dos centros de mesa e outros objectos assinados por Siza Vieira e das obras de arte que sempre povoaram as lojas ‘Chiado em Évora’ (casos, entre outros, de Leonel Moura, João Cutileiro ou José M. Rodrigues), com destaque para as esculturas em mármore (casos de Pedro Fazenda, João Sotero ou Visitação). Aconselha-se uma visita à nova loja. Vale mesmo a pena!

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...