sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Personalidades Eborenses - Evaristo José Cutileiro




Nasceu em Évora a 19 de Novembro de 1864. Formou-se na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa e exerceu clínica, não só na capital como na sua terra natal, com grande empenho e dedicação, tendo-se destacado no tratamento da tuberculose e doenças do aparelho respiratório. Sofria de crises cíclicas de diabetes, o que o impediu de pular ao topo da hierarquia republicana, ideal que abraçou desde muito novo.

Em Évora chegou a chefe do partido e membro fundador do Centro Republicano Democrático Liberdade. Jornalista de invulgares qualidades e recursos, ajudou a criar o periódico “Voz Pública”, de que foi também proprietário, tendo colaborado em diversos outros jornais da cidade. Gozava de enormes simpatias e dum prestígio extraordinário entre as classes trabalhadoras, porque consagrava a maior parte da sua acção política e profissional à defesa do bem estar dos mais desprotegidos.

Foi o candidato natural do Partido Republicano a todas as eleições realizadas em Évora, até a saúde lho permitir. Homem de carácter excepcional, editou a expensas suas um folheto à memória de seu pai, José Joaquim Cutileiro, datado de 16/01/1903 e no qual o defende de acusações que sobre ele impendiam, já depois de morto, de se ter apropriado de verbas que não lhe pertenciam enquanto fora cobrador de rendimentos da Santa Casa da Misericórdia de Évora. A verdade dos factos acabou por ser reposta em relação ao nome do seu progenitor, «a quem devo fortuna e posição social» - como escreveu.

Já bastante doente, ainda aceitou ser o redactor principal e administrador do semanário republicano “O Cidadão”, que se publicou em Évora entre 1911 e 1915. Manteve-se nessas funções durante pouco mais de um ano. Veio a falecer no Sanatório da Covilhã a 9 de Setembro de 1913.


Texto: José Frota

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...